Em quais bodas você está?!

Peguei algumas tabelas de diferentes lugares e compilei tudo em um só lugar. A referência de cada uma das bodas de um casal, do ano 1 ao 100.

1 Bodas de Papel
2 Bodas de Algodão
3 Bodas de Trigo ou Couro
4 Bodas de Flores e Frutas ou Cera
5 Bodas de Madeira ou Ferro
6 Bodas de Perfume ou Açúcar
7 Bodas de Latão ou Lã
8 Bodas de Papoula ou Barro
9 Bodas de Cerâmica ou Vime
10 Bodas de Estanho ou Zinco
11 Bodas de Aço
12 Bodas de Seda ou Ônix
13 Bodas de Linho ou Renda
14 Bodas de Marfim
15 Bodas de Cristal
16 Bodas de Turmalina
17 Bodas de Rosa
18 Bodas de Turquesa
19 Bodas de Cretone ou Água-marinha
20 Bodas de Platina
21 Bodas de Zircão
22 Bodas de Louça
23 Bodas de Palha
24 Bodas de Opala
25 Bodas de Prata
26 Bodas de Alexandrita
27 Bodas de Crisopázio
28 Bodas de Hematita
29 Bodas de Erva
30 Bodas de Pérola
31 Bodas de Nácar
32 Bodas de Pinho
33 Bodas de Crizo
34 Bodas de Oliveira
35 Bodas de Coral
36 Bodas de Cedro
37 Bodas de Aventurina
38 Bodas de Carvalho
39 Bodas de Mármore
40 Bodas de Rubi ou Esmeralda
41 Bodas de Seda
42 Bodas de Prata Dourada
43 Bodas de Azeviche
44 Bodas de Carbonato
45 Bodas de Platina ou Safira
46 Bodas de Alabastro
47 Bodas de Jaspe
48 Bodas de Granito
49 Bodas de Heliotrópio
50 Bodas de Ouro
51 Bodas de Bronze
52 Bodas de Argila
53 Bodas de Antimônio
54 Bodas de Níquel
55 Bodas de Ametista
56 Bodas de Malaquita
57 Bodas de Lápis Lazuli
58 Bodas de Vidro
59 Bodas de Cereja
60 Bodas de Diamante ou Jade
61 Bodas de Cobre
62 Bodas de Telurita
63 Bodas de Sândalo ou Lilás
64 Bodas de Fabulita
65 Bodas de Ferro
66 Bodas de Ébano
67 Bodas de Neve
68 Bodas de Chumbo
69 Bodas de Mercúrio
70 Bodas de Vinho
71 Bodas de Zinco
72 Bodas de Aveia
73 Bodas de Manjerona
74 Bodas de Macieira
75 Bodas de Brilhante ou Alabastro
76 Bodas de Cipreste
77 Bodas de Alfazema
78 Bodas de Benjoim
79 Bodas de Café
80 Bodas de Nogueira ou Carvalho
81 Bodas de Cacau
82 Bodas de Cravo
83 Bodas de Begônia
84 Bodas de Crisântemo
85 Bodas de Girassol
86 Bodas de Hortênsia
87 Bodas de Nogueira
88 Bodas de Pêra
89 Bodas de Figueira
90 Bodas de Álamo
91 Bodas de Pinheiro
92 Bodas de Salgueiro
93 Bodas de Imbuia
94 Bodas de Palmeira
95 Bodas de Sândalo
96 Bodas de Oliveira
97 Bodas de Abeto
98 Bodas de Pinheiro
99 Bodas de Salgueiro
100 Bodas de Jequitibá ou Cânhamo

Her - Um Filme Sobre Nossos Relacionamentos de Hoje e Amanhã

Uma dica de cinema sempre vai bem e esta é uma que preciso compartilhar. Tive a oportunidade de assistir o filme “HER - ELA” com Joaquin Phoenix e Scarllet Johansson dirigidos por Spike Jonze e foi uma feliz surpresa. Quando li a resenha do filme, percebi que queria assisti-lo, mas a experiência foi muito melhor.

O filme trata do relacionamento entre um homem e seu novo Sistema Operacional, que possui a habilidade de sentir e perceber as necessidades do seu usuário; uma relação entrópica em que ele acaba se apaixonando por ela (o SO possui voz feminina) profundamente.

Ao assistir o filme, pude perceber um drama com as características tradicionais do cinema, mas com um volume muito mais denso de questionamentos. Se “City of Angels - Cidade dos Anjos” trata de perda e do relacionamento de pessoas, de almas gêmeas com raças diferentes, ceder em nossas atitudes e sobre perda; “HER” consegue fazer o mesmo com um homem e uma máquina.

Para mim o filme pareceu bastante denso e acho que vou assisti-lo mais algumas vezes por que muitas questões surgiam na minha mente enquanto estava imerso nele. Pensei nos meus relacionamentos, imaginei um futuro próximo e totalmente palpável, mas para muitos pouco palatável.

Hoje nossos relacionamentos estão muito mais constantes com os nossos PCs do que com as pessoas de carne e osso que amamos. Conte nos dedos quantas horas você passa no seu computador e compare com as horas de qualidade em que está com pessoas; é fácil perceber a diferença de atenção que temos, e principalmente a diferença de foco em cada um destes. Tenho certeza que se seu SO tivesse voz, você estaria conversando com ele agora sobre isto.


Podemos ver no filme uma realidade não muito distante em que a forma com que utilizamos os computadores irão mudar; cada vez menos teclados e mouses… cada vez mais voz e o toque. Som e tato é como nos relacionamos com humanos. A conexão humano-computador está cada vez mais perto da humano-humano. 

Fiquei bastante incomodado com o que vi, de uma forma boa. Vi o que está acontecendo hoje e o que vai acontecer amanhã. Estou preocupado em como será a aceitação das pessoas no futuro. Todos somos de alguma forma mesquinhos em relacionamentos, por mais que pensemos no outro. Eu tenho a dificuldade de tanto pensar em fazer o bem para o outro que esqueço de perguntar o que esta pessoa quer, fazendo-me pensar mais mim do que nela por isto. No filme (nada de spoillers eu prometo!) este lado mesquinho dos companheiros aparece.

Quão grande é a sua capacidade de amar e ceder? Pense nisso ao ir para os cinemas ver este drama que mexeu profundamente com a minha cabeça. Tenho absoluta certeza que muitos sairão horrorizados do filme, sentindo asco de todos os personagens. Veja o filme com os olhos, sinta no coração e analise com lógica. Um drama em que a lógica é colocada lado a lado com a paixão e o amor. “HER” não é uma ficção científica ou um filme tecnologia; ele é bastante sensível incorporando recursos tecnológicos no dia a dia dos protagonistas e nos diálogos, mas ele fala sobre comunicação e conexão. Até Carl Sagan é citado de maneira cotidiana!

Estou escrevendo esta pequena nota uma hora após tê-lo assistido e a digestão dele com certeza ainda não acabou. Percebo um filme similar a “Eternal Sunshine of a Spotless Mind - Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembrança”, que encanta, intriga e incomoda o espectador. Você pode ama-lo, odia-lo, nunca mais desejar vê-lo, mas certamente terá algo que este filme fará com sua vida, basta querer verdadeiramente assisti-lo e absorve-lo.


O que eu disser daqui para frente será spoiller, portanto por aqui pararei. Assistam e repensem seus relacionamentos. Cedam antes que seja tarde demais.

Espólios de Batalha - #cpbr7

Ontem foi o primeiro dia oficial da Campus Party Brasil 2014, e como sempre, o evento trouxe muitas surpresas, novidades e muito conteúdo.

[em um próximo post publico fotos e falo sobre Bruce Dickinson, Marcelo Pimenta, conexão 40 gb, nerdices e mais]

Neste momento quero comentar sobre uma grata ferramenta que conheci no evento, o CrowdMobi, um app apoiado pela associação PROTESTE que avalia a qualidade de sinal das operadoras de celular. Neste aplicativo, a análise não é feita somente a varredura da sua operadora, mas sim de todas as conexões disponíveis naquele momento. Se você possui a operadora T, além de ver o que ela está entregando de serviço para você, é possível avaliar às concorrentes C, O e V, por exemplo, publicando o resultado nas redes sociais.

No meu caso, esta é a situação do meu sinal atualmente. via #CrowdMobi(http://goo.gl/yspNw)

Pode-se ver que no meu caso que estou sem internet banda larga em casa porque acabei de mudar, jamais conseguirei usar meu modem Vivo... O que é a mais pura verdade...

Achei importante escrever sobre isso porque ontem em aula falei com os alunos sobre inovação e surgiu a ideia de criar um app social de denúncias. O CrowdMobi tem esse papel tratando-se do péssimo serviço que recebemos de telefonia celular e ainda gera provas para os usuários poderem defender-se. Podemos ver o que estamos recebendo de serviços das nossas operadoras.

Criar apps para engajamento hoje é uma forma interessante de inovação. E você leitor? Como você uniria estes conceitos: inovação, engajamento social e protesto em um produto ou serviço?