Aos meus Amigos… (enviado pela Karen Abe)

"Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.

Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.

A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.

Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.

Deles não quero resposta, quero meu avesso.

Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.

Para isso, só sendo louco.

Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.

Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.

Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.

Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.

Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.

Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.

Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.

Não quero amigos adultos nem chatos.

Quero-os metade infância e outra metade velhice!

Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa.

Tenho amigos para saber quem eu sou.

Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril."

(Oscar Wilde)

Three Dog Night – Joy To The World

Alegria é um Bigodudo sem Vergonha de Espalhar Alegria no Mundo!

Meu Guia: Minha Imaginação.

Tenho somente um destino:
Todos os caminhos que levam minha imaginação.

Nunca perdi ninguém na minha vida,
Suas histórias apenas não estão cruzando com a minha.

Em roteiros perdidos e emaranhados pelo Arquiteto que compreende o Universo,
As falas e deixas de muitos que amo, apenas estão longe do meu núcleo artístico.

Histórias que cruzam com a minha,
Nem sempre agradáveis,
Muitas vezes antagonistas do que desejo, e vejo, como belo;
Perdem-se no sentido e no foco quando sou guiado por Ela:
Minha Imaginação.

Não importa o que você fale,
Como aje,
Dança,
ou Secreta…

Se me canso de ti,
Minha Imaginação vos envia para o esquecimento.

Seu roteiro,
vazio, sem graça e putrefacto,
cheio de pus do mal gosto,
infectado de realidade;
de nada vale para o que acredito:
Minha Imaginação.

Ela me leva para mundos e visões aonde tu não estás

Meus amados não me veem e me amam.
Me veem, falam comigo e não respondo pelo simples luxo:
voltarei a te-lôs sob minha visão infinita.

Quem está comigo,
física e psicológicamente é minha energia.
São o alimento de uma imaginação virtual transmidiática.

Fale.
Vomite as vociferações vazias do seu corpo imundo.

Fale.
O que sobra para ti é o som.

Fale.
Escute o eco de suas palavras que reverberam no meu corpo e voltam para seus ouvidos.

Fale.

Fale.

Fale.

 

Engula as bactérias que saem dos seus lábios e deguste o sabor adstringente do vazio.
Vazio que é mais simples que o nada.

Sua ordem para o meu caos é a organização do belo em kitch.

Um exagero.

Na verdade, um exagero é eu me preocupar com você.

Diga minha Guia, para onde vamos agora?